Caixa mostra as regras para o uso FGTS como garantia no crédito consignado.  A Caixa Econômica Federal começa oferecer a partir desta quinta-feira crédito consignado (desconto no contracheque) com garantia do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aos trabalhadores do setor privado. A taxa de juros será a partir de 2,63% ao mês, a depender do perfil do empregador e do cliente, e o prazo de pagamento de até 48 meses.
Nessa modalidade, o trabalhador pode oferecer como garantia até 10% do saldo da conta vinculada do FGTS mais a multa integral nas demissões sem justa causa, de 40%. Para fazer o empréstimo, é preciso que a empresa tenha convênio com a Caixa e que o interessado abra uma conta no banco.
As condições do empréstimo foram anunciadas pelo presidente Michel Temer em uma cerimônia no Palácio do Planalto no início da noite desta quarta-feira. Durante o evento, Temer celebrou a medida e disse que o dinheiro que seria liberado iria ajudar a movimentar a economia brasileira
— Esse dinheiro vai para economia, esses quase R$ 100 bilhões movimentam a economia brasileira. Então esse trabalho que a Caixa Econômica está fazendo, junto com os ministérios do Trabalho e da Fazenda em favor do trabalhador tem também uma vertente econômica, isso significa a circulação do dinheiro e é isso que ajuda a economia nacional — afirmou o presidente.