quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Prefeito defende reformas estruturais e garantias para a Zona Franca e a Floresta Amazônica


O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), voltou a defender, nesta quinta-feira, 17/1, a necessidade de reformas estruturais profundas promovidas pelo Governo Federal, principalmente em relação às questões tributárias e previdenciárias. Ao mesmo tempo, o prefeito defendeu um tratamento para a Zona Franca de Manaus, além da duração dos incentivos fiscais que a têm sustentado. “O modelo precisa de reformas profundas; não de limitações. Ele mantém a floresta em pé e, se fosse o contrário, o Brasil enfrentaria graves problemas políticos, diplomáticos e, no extremo, até mesmo militares”, advertiu, em publicação feita na sua página do Facebook.

17.10.10. Prefeito Arthur Virgilio Neto

Defensor das regionalidades econômicas brasileiras no Senado, Arthur disse que confia no talento e capacidade do ministro da Economia, Paulo Guedes, para preparar o país ao crescimento econômico sustentável, com inflação baixa, queda do desemprego e distribuição de renda mais justa. E que ele entenderá os desafios da Zona Franca.

“O modelo precisa de apoio claro e lúcido do governo federal; nossas internet e telefonia celular tornam os negócios mais lentos; não temos hidrovias e deveríamos começar a tê-las pelo rio Madeira; Manaus, que sedia o Polo Industrial vive à beira de um caos portuário; os resquícios da recente recessão econômica de 30 meses deixou sequelas sociais e econômicas perversas; o parque industrial, que ameaça cair em obsolescência, precisa urgentemente incorporar a biodiversidade ao seu processo produtivo”, disse.

Segundo o prefeito, essas são medidas urgentes, que devem começar a ser implementadas imediatamente. “Restringir incentivos e desestimular as empresas a investir significaria ameaçar a floresta e abrir espaço para graves repercussões, aqui e no exterior”, advertiu, lembrando que o Amazonas é o maior pagador de tributos federais do Norte, que inclui Pará, Tocantins, Acre, Rondônia e Roraima. “É credor e não devedor”, afirmou.

O prefeito lembrou, ainda, que a Floresta Amazônica é um dos pontos mais fortes de mitigação das consequências inevitáveis, e já em curso, do aquecimento global e lamentou a conduta do presidente americano Donald Trump, que ele considera irresponsável, em retirar-se do Clube de Paris e tentar negar a existência do aquecimento global.
“É puro provincianismo ignorar a relevância planetária da Amazônia”, reforçou.

Arthur voltou a insistir sobre a importância estratégica da Amazônia e defendeu um olhar mais apurado, por parte do novo governo. “É tempo de parceria verdadeira entre o Brasil e sua região mais estratégica. Estou seguro de que o ministro Paulo Guedes entenderá isso. Quando o presidente Castelo Branco e o ministro Roberto Campos criaram a Zona Franca, pensavam, respectivamente, em segurança nacional e em desenvolvimento econômico. Hoje, temos o componente ambiental a tornar o quadro mais delicado ainda. Essa é uma verdade cristalina”, assegurou.
CoMas informações :SEMCOM 

No Amazonas mulher dá a luz dentro de ônibus após médico dispensá-la por infecção


Amazonas
A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) informou que determinou a apuração da conduta profissional adotada no atendimento à grávida e o imediato afastamento do médico
Reprodução

Vídeo


Bruna Chagas
16/01/2019
Manaus - Uma mulher deu à luz dentro de um ônibus alternativo no início da noite desta quarta-feira (16) e conforme testemunhas, ela teria sido dispensada por um médico que a diagnosticou com infecção urinária, na Maternidade Ana Braga, localizada na Alameda Cosme Ferreira, Zona Leste de Manaus. População revoltada, que também aguardava atendimento, enviaram um vídeo ao
Elen Vasconcelos estava em atendimento na maternidade quando tudo ocorreu.“Ela chegou aqui no inicio da noite dizendo que estava com dor e muito pálida. O médico mandou a mulher embora com dor, alegando que ela estava com infecção urinária. Ela entrou no ônibus e quando vimos o motorista estava dando a volta porque ela estava dando a luz”, contou a jornalista que também está grávida.
"Eu estou com gravidez de alto risco e cheguei aqui com dor, o médico passou buscopan e me mandou para casa”, declarou a jornalista indignada.
Pessoas que presenciaram a mulher embarcar no ônibus alternativo, próximo à rotatória do São José e viram quando o veículo fez o retorno, fizeram um vídeo para mostrar o fato, tanto que é possível ver no vídeo, a mulher saindo
do ônibus, já na maca e uma enfermeira com o bebê.

Veja 
A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) informou que determinou a apuração da conduta profissional adotada no atendimento à grávida e o imediato afastamento do médico. Mãe e filho foram encaminhados à maternidade para concluir os procedimentos do parto, e segundo a direção da unidade, passam bem.
Leia  a nota na íntegra:
A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) informa que determinou a apuração da conduta profissional adotada no atendimento à grávida e o imediato afastamento do médico. Segundo a direção da Maternidade Ana Braga, a grávida deu entrada às 15h50, e durante o atendimento foi submetida a um exame de urina, por conta de suspeita de infecção urinária.
De acordo com o médico e registros no prontuário, a grávida não apresentava sinais de parto iminente e a decisão médica foi de liberá-la, às 16h45.
Segundo informações de familiares repassadas à unidade, a grávida teve o bebê por volta das 18h30, quando retornava para casa. Mãe e filho foram encaminhados à maternidade para concluir os procedimentos do parto, e segundo a direção da unidade, passam bem.
*Colaborou Ed Blair

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Lançamento do CD do V Festival de Marchinhas do Jaraqui será hoje


(Foto: Divulgação)
Nesta sexta-feira (11), partir de 17 horas no Café do Pina, na Praça da Policia, centro de Manaus, acontece o lançamento do CD com as Marchinhas de Carnaval que irão concorrer no V Festival de Marchinhas da Banda do Jaraqui-2019. Após o lançamento se realiza o primeiro esquenta do carnaval da Banda do Jaraqui-2019. A iniciativa é do promotor cultural Paulo Onofre que pretende resgatar o carnaval de rua dos anos 40,50 e 60.
‘Marchinha do Mito’, Nas tetas da Prefeitura’, ‘Frevo dos corruptos’. ‘Carro na contra mão e político ladrão’, ‘Briga de cachorro grande’, ‘Na cabecinha meu amor’ são algumas das marchinhas já selecionadas e que irão concorrer no V Festival de Marchinhas de carnaval do Jaraqui. A iniciativa, coordenação e realização é do agente cultural Paulo Onofre, que há cinco anos está empenhado no resgate do velho carnaval de Manaus. 
O prêmio para o primeiro lugar é de R$ 2.000; para o segundo lugar R$ 1.000 e para o terceiro lugar R$ 500,00. Participam do V Festival de Marchinhas do Jaraqui compositores e cantores como Alexandre Otto, Jota Alves, Celestina, Agnaldo do samba, Adal Venâncio, Hilton Ferreira e outros.
O cantor, compositor e poeta Adal participa com quatro marchinhas e apresenta duas: ‘O Deus do João’ e ‘Delação Premiada’. “Os temas apresentados no V Festival de Marchinhas de carnaval do Jaraqui são voltados para criticar as coisas erradas que fazem os políticos e outros temas vários de impacto na sociedade, a finalidade desta atividade é resgatar os carnavais tradicionais da capital amazonense”, disse.
“Correr atrás dos sonhos para virar realidade é o que estou fazendo, pois não contamos com nenhum patrocínio para realizar esta quinta versão do festival de Marchinhas”, disse Paulo Onofre, que mesmo com tantas dificuldades estará realizando esta atividade cultural para alegria no carnaval 2019.
Reportagem: Mercedes Guzmán

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Em vídeo, Gabigol veste a camisa e fala como jogador do Flamengo: "Faço parte da Nação"

FLAMENGO

Atacante terá salários pagos integralmente pelo Rubro-Negro e valores chegam a R$ 15 milhões por ano, o equivalente a R$ 1,25 mi por mês. Ele desembarca nesta quarta no Rio

Por Cahê Mota — Rio de Janeiro
 

Gabigol manda recado aos torcedores do Flamengo: "Faço parte da Nação"
Em vídeo vazado na noite nesta terça-feira, Gabriel Barbosa vestiu a camisa rubro-negra e falou como atleta do clube. O atacante, que pertence à Inter de Milão, assinará o contrato de empréstimo com o clube carioca até o fim desta temporada. Ele desembarca no Rio de Janeiro na manhã desta quarta-feira.
- Fala, pessoal. Aqui é o Gabriel. Já estou com o Manto. Faço parte da Nação. Tamo junto! - disse Gabriel, com a camisa do Flamengo, em vídeo divulgado pelo clube.
O Flamengo vai desembolsar R$ 15 milhões no ano (R$ 1,25 mi por mês) para arcar com o salário do jogador. Não haverá taxa de transferência para o empréstimo. O Rubro-Negro venceu a concorrência do West Ham, da Inglaterra, que também tinha interesse no jogador.
A vontade de Gabigol de defender o Flamengo fez a diferença diante dos 2,5 mi de euros (R$ 10,65 mi) que o clube inglês se dispôs a pagar pelo empréstimo. Durante a negociação, ele aceitou a extensão por mais um ano de seu vínculo, que vai até junho de 2021, para facilitar as conversas pela liberação. O jogador tem 22 anos e foi o artilheiro do último Brasileiro com 18 gols.


ARRASCAETA JÁ É DO FLAMENGO


CENTRAL DO MERCADO

Flamengo e Cruzeiro se entendem no Uruguai e encaminham transferência de ArrascaetaBruno Haddad/Cruzeiro

Flamengo e Cruzeiro se entendem no Uruguai e encaminham transferência de Arrascaeta

Rubro-Negro decide comprar 75% dos direitos econômicos do uruguaio, resta só definir forma de pagamento e acordo com empresário. Dirigentes alinham detalhes, e acerto é questão de tempo

Por André Hernan, Cahê Mota, Gabriel Duarte, Ivan Raupp e Marcelo Baltar — Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Orlando, Estados Unidos
 

A negociação envolvendo Flamengo, Cruzeiro e Arrascaeta se encaminha para seus capítulos finais. As partes voltaram a se reunir em Montevidéu nesta terça-feira, e os clubes, enfim, entraram em um consenso para o meia uruguaio, de 24 anos, vestir a camisa rubro-negra pelos próximos cinco anos. Resta só a definição da forma de pagamento e o acerto com os empresários do jogador, o ex-atacante Daniel Fonseca e Javier Manzo, para o desfecho.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Vizinho descobre que é corno depois de ser contratado pra engravidar vizinha



ŕ

Cearense processa vizinho por não conseguir engravidar sua mulher após 6 meses tentando


Um homem que mora em um município do Ceará foi processado por não conseguir engravidar a mulher do vizinho, depois de ser contratado por 2 mil reais para isso. Apesar de Juscelino Pereira receber a quantia, descobriu-se depois de seis meses de tentativa que ele é estéril.

Raimundo dos Santos e a mulher, Fátima, queriam ter uma criança, mas descobriram que Raimundo não poderia ter filhos. Por isso, decidiram contratar o vizinho Juscelino, na esperança que o homem casado e com dois filhos pudesse engravidar Fátima.

Depois de seis meses e nenhuma gravidez – com uma média de tentativas de três vezes por semana --, Raimundo insistiu para que o vizinho passasse por exames médicos. Os testes mostraram que o vizinho Juscelino também é estéril. Por isso, a mulher de Juscelino foi obrigada a admitir que as duas crianças não eram dele.
A Justiça do Ceará, ficará responsável pela decisão sobre o caso. Outras agências dizem que, no processo, Raimundo pede seus 2 mil de volta. O vizinho, no entanto, não quer devolver a quantia, porque não havia dado garantias de gravidez.

Presidente da Caixa diz que vai reforçar o financiamento imobiliário

Novo presidente da Caixa anuncia venda de participações

Paulo Guimarães citou áreas como seguros e loterias

Publicado em 07/01/2019 - 12:49
Por Felipe Pontes - Repórter da Agência Brasil Brasília
O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Paulo Guimarães, anunciou hoje (7) que a instituição deverá vender participações em áreas como seguros e loterias, reforçar o financiamento imobiliário via mercado de capitais e investir em microcrédito a juros mais baixos. Guimarães tomou posse nesta manhã no Palácio do Planalto, em cerimônia da qual participaram o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes.
O ministro da Economia Paulo Guedes, assina o termo de posse do presidente da Caixa, Pedro Guimarães, durante cerimônia de posse aos presidentes dos bancos públicos.
O ministro Paulo Guedes dá posse a Paulo Guimarães na presidência da Caixa - Marcelo Camargo/Agência Brasil
Ele disse que seguirá a determinação do governo de “não errar” e que buscará reduzir um passivo de R$ 40 bilhões da Caixa registrado sob a rubrica de “instrumentos híbridos de capital e dívida”. Segundo Guimarães, isso se dará com a "venda de participações em empresas controladas, seguros, cartões, asset(gestão de ativos) e loterias, que já começam agora, pelo menos duas neste ano”.
Guimarães destacou que o banco público buscará reforçar sua atuação no mercado de crédito imobiliário por meio de operações de securitização – venda de títulos no mercado financeiro – da ordem de R$ 50 bilhões a R$ 100 bilhões.
“É fundamental discutir a parte imobiliária. Hoje temos problemas de funding. Via mercado de capitais, vamos vender de R$ 50 bilhões a R$ 100 bilhões para exatamente poder a Caixa continuar ofertando esse crédito”, disse.
O novo presidente da Caixa acrescentou que pretende expandir a oferta de microcrédito a taxas mais baixas do que as hoje praticadas pelo mercado. “Não me conformo em ver pessoas tomando dinheiro a 15%, 20% ao mês”, afirmou.  “O Brasil pode ser uma referência em microcrédito.”
Guimarães disse que deverá fazer uma revisão nas políticas de patrocínio e comunicação da Caixa, conforme orientação do governo, e que viajará pessoalmente aos estados para ouvir clientes e visitar comunidades carentes onde o banco atua.
Ele informou que um dos primeiros estados a ser visitado será o Amazonas, onde estuda ampliar o acesso à Caixa ampliando o número de barcos do banco que atuam em comunidades isoladas.
Fonte: EBC

Prefeito defende reformas estruturais e garantias para a Zona Franca e a Floresta Amazônica

Compartilhar via WhatsApp   Compartilhar via Facebook   Compartilhar via Twitter O prefeito de  Manaus , Arthur Virgílio Neto (P...